sábado, 23 de novembro de 2013

POLÍTICA- O PLANO DO GRUPO DO PT NÃO TEM VOLTA- JOSÉ DIRCEU, A PRISÃO, O PT , O PLANO DE GOVERNO E A PRESIDÊNCIA DA PREPUÚBLICA.

                                                                 
                                                O PLANO DO GRUPO DO PT NÃO TEM VOLTA

JOSÉ DIRCEU, A PRISÃO, O PT , O PLANO DE GOVERNO E A PRESIDÊNCIA DA PREPUÚBLICA.


Amigos do blog cultural, farei um breve comentário sobre a prisão do maior líder  do PT, considerado o cérebro de todo o programa de um Grupo de jovens políticos que,  arquitetou a tomada do poder  de uma liderança civil organizada   após a queda do Grupo  Militar que  ditatorialmente  governou a Nação desde o golpe de 1964.

Este grupo sabendo que não possuía forças suficientes para tomar diretamente o governo numa primeira instância , num golpe de inteligência e  sob o comando do Zé Dirceu, tendo como  vitrine o movimento sindical dos trabalhadores sob a égide do não menos  popular , o  Luiz Inácio Lula  da Silva  ou simplesmente,  o nome mais povo do movimento,  inteligentemente criado para o embate,  o simples  LULA , se aliou  aos maiores intelectuais  brasileiros progressistas da época, o Fernando Henrique , Waldir Pires , Ulisses Guimaraes, Brizola, Mário  Covas , Tancredo Neves e  o José Serra. 

 Juntos  sob o comando do Tancredo tomaram o governo militar, com a morte do presidente Tancredo  antes de assumir , tomou o trono a ala direitista civil do Brasil sob a tutela do Sarney, continuou sendo um governo militar, veio o novo embate, o grupo do Dirceu apoiado pelos aliados intelectuais perde para o PRN do jovem Collor de Melo,  que prometendo acabar com os marajás, ovacionado e festejado pela juventude assume o governo e realiza a mais escusa página da política brasileira da atualidade culminando com o seu IMPITIMAM   , com o  seu afastamento definitivo ,  o vice  Itamar Franco toma as rédeas do poder e nomeia o Fernando Henrique Cardoso como o todo poderoso  ministro das finanças  que criou o Plano Real  , no fim do governo Itamar , desta vez num novo pleito , o Fernando apoiado nas medidas econômicas realizadas   vence o LULA nas urnas  e  tem inicio   o primeiro Governo  do PSDB.

No início do Governo o casamento entre as  forças brasileiras foi primordial para sufocar toda a elite direitista e econômica da Nação. No transcurso do exercício no poder,  o grupo  do PT iniciou um movimento para  assumir a cabeça da liderança governamental e fez de tudo para desestabilizar  os intelectuais, os chefes do poder. Estes , como medida de segurança começaram a se afastarem dos ideais comuns e a  se aliarem a grupos  díspares do partido dos trabalhadores, por um lapso , se afastaram dos intelectuais do baixo clero,  do mundo universitário, midiático e do mundo  estudantil,  que ao se sentirem desprezados  foram  imediatamente reforçar o lado dos jovens vaticinadores sob o comando do Zé, do Lula , da Dilma e do Wagner.

Como o grupo   intelectualizado que comandava a nação passou a esquecer as universidades como um todo , paulatinamente foi nascendo diversos núcleos de cabeças pensantes em todo o território nacional  ,  pessoas ávidas pelo poder,  porém lhes faltavam lideranças políticas   e forças para constituí-las.  Não satisfeitas com o destino  da cúpula governamental , que  agregava apoio das camadas retrógradas e das elites econômica, hoje verdadeiros caciques do PSDB,  as elites culturais brasileiras constituídas de professores universitários, escritores, jornalistas, artistas, profissionais liberais, o clero e estudantes de uma maneira em geral se aliaram aos jovens  do PT, dando ao grupo do  José Dirceu e do Lula a esperança que poderia  tomar o poder dos seus antes aliados.

O grupo partiu para a luta, conseguiu emplacar e mostrar à população que os derrubadores da ditadura estavam sendo  infiéis aos seus princípios e com este lema conseguiu conquistar o povo em todas as camadas sociais, dos mais ricos e intelectuais aos mais simples das periferias , mostrando o distanciamento com a desigualdade social e o fosso cultural entre os povos , entre os  que têm acesso aos estudos  e os que têm o sonho do saber, o sonho de deixar  a linha da pobreza e sair da miséria instalada no país, o grupo foi emblemático e partiu para o  VIDA OU MORTE, todos vestiram a camisa e após múltiplas etapas  conseguiram incutir na cabeça das pessoas que as necessárias privatizações eram nocivas à nação , provavelmente tenha sido uma das mais importantes realizações para tirar o país do fosso financeiro do governo FHC, chegando a presumir as vendas do B.do Brasil e da Petrobrás, hoje praticamente terceirizados. O grupo  dos jovens idealizadores de um plano de governo com esta frente  conquistou o poder, tudo sob a maestria do Zé Dirceu, o líder que traçou o projeto  de 20 anos,  o  seu início com o Lula, em seguida  o Wagner, o Genoíno, a Dilma e depois o próprio Dirceu, este plano perpassaria pelo Palocci, pela Marta Suplici e pelo Celso Daniel.

Acontece que nos últimos anos vendo este projeto ser ameaçado, com o país totalmente privatizado, os Portos e as  estradas entregues a multinacionais, a Saúde , a Segurança , a Educação rceirizadas e o nascimento de novas lideranças  de outras correntes como: o Eduardo Campos, o Aécio Neves, a  Marina da Silva, o Joaquim Barbosa e outros notáveis, o Zé foi mais longe e antecipou o mais estratégico fato da história do Brasil, criou, arquitetou e plantou um movimento que o levasse ao povo, que o levasse à mídia todos os dias até o clímax total, ser conhecido, discutido e badalado em todo o mundo, o Zé  realizou  o seu intento  com a sua planejada e oportuna prisão. Sabe o mago da política que,  os homens que raciocinam e os formadores de opinião  sabem que,  é na prisão que um líder político planta, rega, cultiva, cuida e colhe os melhores frutos para sedimentar e voltar mais forte, voltar imbatível, basta como o líder Nelson Mandela , plantar o bem, o respeito, a honradez, a cultura ,  pregar os ditames da sabedoria social, a liberdade dos conhecimentos e pregar a universalização da cidadania ,tanto dentro da Penitenciaria para os outros  detentos, para os presos , para sociedade como para os  seus dirigentes.

Quando preso e durante todo o tempo encarcerado, sabe o Dirceu que, o Nelson Mandela utilizou a sua prisão como a mais contundente forma de reforço dos seus pensamentos e  das suas idéias para consolidar a sua liderança, fundou escola política ,de humanização  e de  cidadania, passou conhecimentos constitucionais para os detentos, civilizou e criou novas lideranças num local hostil , que para muitos seria um nascedouro de revoltas.
O Mandela fez política, cidadania ,plantou resistência sem ferir os seus algozes e conquistou o mundo.

Então meus amigos do blog, meus amigos brasileiros, não estranhem , não se  assustem   quando sem notar , com toda a espontaneidade estiverem gritando, ovacionando e votando no  sábio, no criterioso, no águia José Dirceu, não existe a menor   dúvida, este foi e continua sendo o plano do PT , acredita o grupo que este  dia chegará e será o dia em que o mago fechará o seu predestinado sonho, depois , seja o que  deus(O POVO) quiser.
                                                                
                                                                                     Espero os seus comentários 

Iderval  Reginaldo Tenório




  1. Miniatura 3:21
  2. Mossoró: Waldony toca o hino nacional na sanfona e emociona o público - 29.09.11



3 comentários:

IDERVAL TENÓRIO-MÉDICO disse...

Almira Reuter Sei que o Mundo o País precisa da política de um Líder.Infelizmente ou felizmente eu pessoalmente, tenho horror de política, pelas estratégias sujas, pensando apenas no PODER e nunca no POVO.Nos meus 68 anos de idade, quando o assunto é política me dá uma sensação de náuseas como se eu tivesse comido algo ruim quando nascera e que me faz mal até agora. È muito triste, ver sentir, que o Mundo gira-se ao lado do PODER, e o pior que a POLÍTICA vai além, vai nas religiões, eu não entendo tudo isto, com meu pequeno conhecimento que tenho do valor do PODER. Voto pois sou cidadã Brasileira, porém nunca fiquei feliz pelo meu voto, sempre fui decepcionada no mais fundo da minha alma não porque não soubesse votar, e sim por não ter cidadãos a altura do meu voto, voto do amor ao povo, pensando no povo e querendo através da arte da escrita,lembrar e mostrar o povo.Dr. Iderval Tenorio, me desculpe, talvez seja uma ignorante, porém quando vejo algo político me dá nojo, não importando qual o partido, pois não não voto pelo partido, mas!Sim querendo acreditar naquela pessoa que voto. E levarei daqui deste mundo lembranças tristes, histórias horrendas, e que nunca se modificarão só repetirão.

Anônimo disse...

Dr. Iderval, penso que a tentativa de José Dirceu em colocar em prática aquilo que ele acredita ser o melhor para o Brasil, leia-se para os brasileiros, não deixa de ser um caso para estudos da ciência política. Digo isso, porque, a história da humanidade, principalmente a história política é de uma redundância incrível. Se pegarmos os textos de Maquiavel, em O Príncipe, podemos ver o quanto é atual.
Creio que o problema não está naquilo que Zé Dirceu, Lula, Wagner e outros, pensam ser melhor para nós, reles brasileiros, e sim, no modelo consumista que adotamos no nosso País, quer dizer, adotamos não, importamos. Veja os fatos contemporâneos: o moleque nasce já sabendo que, se não tiver bens materiais, não será ninguém; o melhor amigo da escola é o que o pai tem um carrão; as meninas não dão bola pra um pobretão, esse não terá futuro... Enfim, nosso problema são os valores deturpados. A política ao meu ver, é algo extremamente necessário, pois da norte à evolução humana, mas a política maquiada por interesses vis, precisa ser repensada, temos que dar nossa contribuição, seja em casa, no conselho profissional, no boteco da esquina, enfim, como seres humanos, únicos dotados de inteligência (é o que dizem os livros), não podemos desistir.
Abraço. Dr Elton Oliveira (advogado), acabei de conversar com vc aqui no CMI, em frente a clínica (fisio slim) da minha senhora, dona da minha carta de alforria.

IDERVAL TENÓRIO-MÉDICO disse...

Tenho exposto nos meus textos que o Brasil está comento o principal, o Brasil está comendo todos os anos 2 a 3% A MAIS do que não produz, não tem nação que suporte esta corrosão, só consome quem produz, caso contrário caminhará para o fracasso.
É O BRASIL DE HOJE. COME MUITO E NADA PRODUZ, ENVIA A SUA ECONOMIA PARA OS PAÍSES PRODUTORES DO ALÉM MAR.