segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

JUAZEIRO DO NORTE E OS SEUS ÍCONES CULTURAIS

Eu daria tudo para voltar aos meus tempos de pês descalço nas ruas do meu Juazeiro, na minha pracinha do socorro.




Quando criança na minha cidade natal ficava impressionado e sempre que podia, passava horas e horas a observar os mendigos da minha cidade , Juazeiro do Norte lá no Sul do  Ceará, mendigos esses que eram chamados de esmolés.

Todos que pediam  eram colocados no mesmo saco, no mesmo balaio, bastava um defeito físico, visual ou mental eram tachados de  esmolés.

Depois que a gente cresce e vira adulto,  passa a entender o quadro sociológico, muitos eram pacientes psiquiátricos abandonados pelos podres poderes públicos, outros, doentes vitimas do alcoolismo crônico, alguns muito pobres , muitos viviam abaixo da linha da pobreza, agora pasmem:
diversos eram verdadeiros gênios , eram artistas natos, ícones do regionalismo que por serem deficientes físico , auditivo ou visual   utilizavam-se das artes  oferecidas por Deus para as suas  sobrevivências e tocavam flautas, pífanos, pandeiros, lâminas de serrotes, cítaras, sanfonas, rabecas, pé de bode, triângulos, berimbaus, violões e diversos outros instrumentos às vezes simultaneamente. 

Este mortal perdia , PERDIA NÃO, GANHAVA horas e horas a ouvir os seus instrumentos, suas músicas  e as suas vozes,   depois  de consciente e adulto , agradeço as horas perdidas, horas que na verdades de perdidas  não tinham nada, sim meus amigos, foram as mais achadas das horas para a minha formação humana  e cultural   .



 O que mais apreciava eram as histórias cantadas nas sua características vozes, muitas vezes choradas, gemidas e arrastadas, ANASALADAS, muitos foram os clássicos e os benditos gravados na minha mente , que hoje repito espontaneamente, fruto das observações destes guerreiros Caririenses.

Obrigado abnegados e injustiçados gênios do meu Cariri, da minha  Juazeiro do Norte, do Crato e de Barbalha. 

Cego Oliveira e todos os cantadores de rua, obrigado pelas aulas não valorizadas na época e que hoje cora de vergonha as faces daqueles  que  viveram , que nada fizeram e nada souberam aproveitar. 

Viva os nossos gênios tão maltratados , porém admirados por uma leva de inocentes , inocentes estes que fariam de tudo para voltar a conviver com todo aquele universo cultural e se Deus assim permitisse  bradaria em voz alta para todo o mundo escutar. 



Obrigado meus professores da vida e salve esta bela  e democrática cultura, viva os ícones que ficaram no esquecimento, mas que brotam de vez em quando das nossas mentes. 

O Brasil está cheio de gênios, basta olhar os mercados públicos e para as calçadas deste interior perdido. 

Brasil, meu querido Brasil, olhe mais para os seus filhos.




Muito obrigado meus eternos professores.


Salvador,12 de Março de 2012
 13 de Novembro de 2013
  Iderval Reginaldo Tenório

ACESSE O BLOG     http://www.iderval.blogspot.com

  1. Cego Oliveira - BEATA MOCINHA - José Renato e Manezinho Araújo - YouTube

    www.youtube.com/watch?v=LsgwSVGd-IQ

    03/06/2013 - Vídeo enviado por luciano hortencio
    Cego Oliveira - BEATA MOCINHA - José Renato e Manezinho Araújo. Álbum: Rabequeiros - As Músicas ...

  2. Orquestra de Rabeca SESC Cego Oliveira - YouTube

    www.youtube.com/watch?v=h1FKfMNWyDU

    17/10/2007 - Vídeo enviado por DI FREITTAS
    Apressentação no Teatro Patativa do Assaré com a cantora italiana Francesca Della Monica em Juazeiro ...

HALITOSE CUIDE DO SEU Hálito. divulgue.

Adicionar legenda
Adicionar legenda


Mau hálito ou Halitose: conheça suas causas, tratamentos e consequências.


mau hálito ou halitose não é uma doença e sim, um sinal ou sintoma de que algo no organismo está em desequilíbrio, que deve ser identificado e tratado.

O nome Halitose, termo médico para designar o mau hálito deriva do latimHalitus que significa ar expirado.

Onde é originado e quais as causas principais

DE ACORDO COM OS ESTUDOS MAIS RECENTES, AS ORIGENS DO MAU HÁLITO PODEM SER:
  • ORIGEM BUCAL (de 90 a 95 % dos casos)*
  • ORIGEM EXTRA-BUCAL ( de 5 a 10 % dos casos)*

Observação: Como causas de origem extra-bucal, consideramos as causas de origem nas vias aéreas superiores e as de origem metabólica ou sistêmica, vindas de dentro do organismo.
*FONTES DOS ESTUDOS: 1-) Quirynen et al. Characteristics of 2000 patients who visited a halitosis clinic, J Clin Periodontol, 2009.

2-) Tangerman A & Winkel E G,Extra-oral halitosis: an overview,  J. Breath Res, 2010.
As causas da halitose conhecidas são mais de 60 e as causas bucais correspondem, como visto acima, a mais de 90% dos casos. Dentre as causas mais importantes e comuns originadas na cavidade bucal, temos a saburra lingual e as doenças da gengiva (gengivite e periodontite). 

Nas causas do mau hálito originado nas vias aéreas superiores, os principais responsáveis são os cáseos amigdalianos, e de origem sistêmica ou metabólica, temos o jejum prolongado, a ingestão de alimentos odoríferos (capazes de alterar o hálito), o diabetes não compensado, a hipoglicemia e as alterações hepáticas, renais e intestinais como causas principais, mas que como vimos acima, correspondem somente a uma porcentagem muito pequena dos casos.

O MAU HÁLITO NÃO VEM DO ESTÔMAGO, sendo que este é frequentemente responsabilizado pela alteração no odor do hálito, exceto em raros casos de Diverticulose esofágica  (especialmente o divertículo de Zencker - que é uma causa originada na transição entre o esôfago e a faringe) ou ainda devido a arrotos ou refluxo gastro-esofágico, porém nestes casos a alteração do hálito é momentânea e passageira e seu odor não é o característico cheiro de enxofre presente na halitose crônica e sim um odor caracteristicamente ácido. Em mais de 4.000 tratamentos de halitose realizados, nunca encontrei um único caso com causas originadas no estômago.


A crença de o estômago provocar o mau hálito talvez seja o maior mito na área de saúde da atualidade, que graças aos esforços da  Associação Brasileira da Halitose (ABHA - Pesquisa: o Mau hálito e o profissional da área de saúde) e de seus associados, vem sendo desmistificada.
saburra lingual, as doenças da gengiva (gengivite e periodontite) e os cáseos amigdalianos estão presentes em quase 100 % dos casos de alterações do hálito de origem bucal, pois embora estes últimos sejam uma causa de halitose de origem nas vias aéreas superiores, a alteração no odor do hálito se manifesta através do ar expirado pela boca, pois as amígdalas se localizam à porta da cavidade bucal, na orofaringe.

As doenças da gengiva bem como várias outras causas de alteração do hálito de origem bucal (dentes semi-inclusos, excessos de tecido gengival, feridas cirúrgicas, cáries abertas e extensas, próteses mal adaptadas, abscessos, estomatites, miíase, cistos dentígeros e câncer bucal) podem ser facilmente identificadas e tratadas (ou encaminhadas para tratamento) por um Cirurgião Dentista experiente.
Vamos detalhar a seguir um pouco mais sobre o que são a saburra lingual e oscáseos amigdalianos, 02 das causas mais frequentes do mau hálito:

A saburra lingual, é uma placa bacteriana esbranquiçada ou amarelada localizada no dorso posterior (fundo) da língua, que se forma basicamente quando estamos frente a uma diminuição da produção de saliva ou de uma descamação epitelial (minúsculos pedacinhos de pele que se desprendem dos lábios e bochechas) acima dos limites normais (ou fisiológicos) ou ainda, em ambas as situações.

Os cáseos amigdalianos são como "massinhas" que se formam em pequenas cavidades existentes nas amígdalas (criptas amigdalianas). A composição docáseos amigdalianos é similar à da saburra lingual, e são formados pelo mesmo mecanismo, ou seja, descamação epitelial e/ou redução do fluxo salivar. Ele pode ser expelido durante a fala, tosse ou espirros. Ele é uma massa viscosa e seu nome deriva do latim “caseum”, que significa queijo, assemelhando-se assim a uma pequena “bolinha de queijo” com um odor extremamente desagradável.

Existem várias causas para o aumento da descamação de células, entre elas está o ressecamento provocado pela respiração bucal ou ronco (www.ronco.net.br), ingestão freqüente de bebidas alcoólicas ou ainda, do uso de enxaguatório com álcool, uso de aparelho ortodôntico e hábito de mordiscamento dos lábios e bochechas ou dedos, entre outras causas.
A diminuição da saliva ocorre principalmente pelo estresse excessivo e pelo uso de medicações que diminuem a produção de saliva como efeito colateral. Essa diminuição da quantidade de saliva favorece a formação da saburra lingual e doscáseos amigdalianos.

Como ocorre a formação dos odores na saburra lingual e nos cáseos amigdalianos:
Os cáseos e saburra são formados por restos protéicos, alimentares e salivares, células que se descamam da mucosa bucal e bactérias. Estas bactérias se alimentam das proteínas presentes nestes restos protéicos e células descamadas, sendo estas últimas, microscópicos pedacinhos de “carne crua”. Nesse processo de degradação destas células e dos restos protéicos ocorre a liberação de enxofre, em forma de compostos sulfurados voláteis - CSVs – principais gases responsáveis pelo mau hálito, que causam a alteração no odor do hálito.

Para se informar mais sobre estas importantes causas da halitose, acesse os sites com informações sobre a saburra lingual e sobre os caseos amigdalianos e conheça a relação que existe entre a formação, controle e tratamento de ambos.

Os textos das páginas deste site são de autoria do Dr. Maurício Duarte da Conceição, proprietário da Clínica Halitus, www.clinicahalitus.com.br, que atua há mais de 17 anos no tratamento da Halitose, com mais de 4.000 tratamentos pessoalmente realizados, tendo desenvolvido uma linha de produtos exclusivos para um Hálito fresco e agradável, que podem ser encontrados na loja virtual do site www.halitofresco.com.br.

IMPORTANTE: veja abaixo, na sessão de notícias, vários textos relacionados ao mau hálito, suas causas, consequências e correlações com inúmeros fatores. Se quiser sugerir algum tema, mande-nos sua sugestão.

PARA SE APROFUNDAR NO ASSUNTO ACESSE O SITE E BOA LEITURA E APRENDIZADO.

GORDURA NÃO É DOENÇA.



GORDO NÃO É DOENTE. OBESIDADE MÓRBIDA SIM




AMIGOS, DIVULGUEM ESTA MATÉRIA ENTRE OS AMIGOS, COM OS MAGROS, OS GORDOS ,  OS OBESOS OU OS NORMAIS COMO VOCÊ. DIVULGUEM. 


    O HOMEM PODE COMER TUDO E DE TUDO,  EVIDENTEMENTE  TEMPERADO COM MODERAÇÃO , PRUDÊNCIA E PARCIMÔNIA.

  OS OBESOS MÓRBIDOS COMEM POR COMPULSÃO, É O REFLEXO PAVLOV , NÃO PRECISAM COMER TANTO, SÃO CONVOCADOS E CHAMADOS A COMEREM.

QUEM FAZ OS OBESOS MÓRBIDOS A  EXAGERAREM  SÃO:A GENÉTICA,  OS COSTUMES FAMILIARES E REGIONAIS, O STRESS, O SEDENTARISMO, OS OLHOS, OS OUVIDOS,  O NARIZ E O FÁCIL ACESSO AOS  ALIMENTOS , POR ÚLTIMO AS   DOENÇAS METABÓLICAS.  

     RESUMINDO: O GORDO É UM SER SADIO, É A GENÉTICA. 

 O OBESO MÓRBIDO PODE SER UM DOENTE.
 URGE INVESTIGAR A CAUSA.
[

Iderval Reginaldo Tenório

Amigos, tenho batido nesta tecla há mais de 20 anos, escrevo e explano que o ser humano gordo não é doente, explico que a gordura é sinal de saúde, que a gordura normal que o ser humano acumula  não é nem de longe um alerta para desespero, é uma reserva primordial e de excelência para as horas difíceis da vida. 

 O medo, a paranoia  e  o stress difundidos na  mídia pelo grande mercado da obesidade, que não é pequeno, ovacionados por alguns segmentos da medicina e aceitos pela sociedade atual ,  são muito mais prejudiciais  à saúde do gordo do que esta camada  energética, macia, protetora , isolante  , necessária à vida,  chamada de lipídios  e  que  estes sadios  seres humanos possuem 20% acima da média.    

 A obesidade mórbida  sim, esta é doença , agrega riscos, gera comorbidades  e  tem que ser tratada. 

É o meu slogan  há mais de 25 anos: 

É MELHOR SER UM GORDO SADIO DO QUE UM MAGRO DOENTE
NEM OBESO E NEM CAQUÉTICO, SEJA NORMAL.

Leiam a matéria com atenção e procurem neste mesmo blog muitas matérias sobre o assunto. Gordo não é obeso. 
Iderval Reginaldo Tenório
quero a sua opinião.


"Estudo diz que alguns quilos a mais podem aumentar tempo de vida 02/01/2013 - 15h44 | do UOL Notícias Pequenos excessos de tecido adiposo poderiam fornecer reservas de energia para certas doenças Em Washington 

                    Pessoas com excesso de peso e obesos moderados vivem um pouco mais do que aquelas com peso normal, enquanto a obesidade mais elevada aumenta significativamente o risco de morte, de acordo com uma análise de quase uma centena de estudos em todo o mundo publicada no Journal of the Medical American Association (Jama). 

                   Este estudo sugere várias hipóteses para explicar este paradoxo, como os efeitos benéficos de maiores reservas de energia no corpo ou o fato de que as pessoas obesas procuram mais tratamento médico. 

                        A análise publicada pelo Jama é uma síntese de 97 estudos abrangendo 3 milhões de pessoas em todo o mundo. Os pesquisadores determinaram que os indivíduos cujo índice de massa corporal (IMC, peso dividido pela altura ao quadrado) está entre 25 e 30, considerados obesos, têm um risco de morte 6% menor do que os de peso normal, com um IMC de 18,5 a 25. Para aqueles que sofrem de obesidade moderada, definida com um IMC de 30 a 35, o risco de mortalidade é 5% menor em comparação com pessoas de peso normal. 

Mas para os obesos com IMC maior que 35, o risco de mortalidade aumenta em 29% em comparação com indivíduos normais. "  
Tirem as suas conclusões.

.Iderval Reginaldo Tenório

Espero por comentários.

Juazeiro do Norte dados de 2012


Adicionar legenda


Juazeiro do Norte  dados de 2012
é um município brasileiro do estado do Ceará. Devido a figura de Padre Cícero, é considerado um dos maiores centros de religiosidade popular do Ceará.
O município se localiza na região do Cariri, no sul do estado, a 533 km da capital, Fortaleza. Sua área é de 248,558 km², a uma altitude média de 377,3 metros. A população do município em 2012, segundo a estimativa do IBGE, é de 255.648 habitantes, que o torna o terceiro mais populoso do Ceará, a maior do interior cearense e a centésima maior do Brasil. A taxa de urbanização é de 95,3%.
Juazeiro do Norte é cidade polo de uma das regiões mais importantes do Ceará e com influência sobre população estimada em três milhões de habitantes. Uma terra que se movimenta em torno do lema maior do Padre Cícero Romão Batista: Fé e Trabalho. Situado num raio geográfico de enorme privilégio pela sua boa posição de equidistância no Nordeste, Juazeiro se consolidou como centro das atenções. Tanto que o seu aeroporto é o sexto maior em movimentação no interior do Brasil.
Por terra não é difícil chegar aqui em face das duas rodovias federais e seis estaduais ligando a Meca do Cariri aos principais centros do Nordeste. Um terminal rodoviário de intenso fluxo, movimentando seis empresas de transportes interestaduais e uma fácil locomoção na cidade que ostenta até metrô de superfície. A pujança da economia está demonstrada no crescente Produto Interno Bruto (PIB), que hoje é de dois bilhões de reais.
São três shoppings, com um deles em fase de conclusão, inseridos neste polo comercial que é um dos maiores do interior nordestino. Nos últimos seis anos a cidade passou a receber grandes redes de empresas situadas dentre as dez maiores do Brasil em faturamento. Investimentos que atenderam às expectativas destes grupos econômicos, incluindo multinacionais, e alguns até já foram ampliados.
Caminhando nessa mesma direção, a rede hoteleira evoluiu e já conta com mais de três mil leitos em empreendimentos modernos, mantendo cozinha no padrão nacional e internacional. Não é diferente em relação aos cerca de 200 restaurantes com as marcas do requinte, conforto e qualidade. As opções de lazer acompanham o desenvolvimento no contexto integrado do turismo ecológico, religioso e de negócios. Além disso, o Geopark Araripe, primeiro das Américas, que garante sustentação e dá vazão ao turismo científico.
Juazeiro é ainda um celeiro da cultura regional, com muita força nas mais diversas manifestações e se destacando no artesanato: um ofício que brota das mãos dos artistas para ganhar o encantamento das pessoas. Hoje, um dos orgulhos de Juazeiro do Norte é o seu polo de ensino superior com 72 cursos de graduação, acolhendo 22 mil alunos de diversas partes do país. Esse centro acadêmico já conta com 53 cursos de pós-graduação em diferentes áreas, se constituindo num dos mais importantes do Nordeste a partir das altas taxas de inserção no mercado de trabalho de jovens bem preparados.

Dados Gerais

  • População (2010): 249.939 hab.
  • Taxa média geométrica de crescimento da população (2000/2010): 1,6535 % a.a.
  • Área: 248,832 Km².
  • Densidade Demográfica: 1.006,91 hab/Km².
  • Coordenadas geográficas: Latitude 07° 12’ 46” sul e longitude 39° 18’ 54” oeste.
  • Localização: Situa-se na área central da Região Metropolitana do Cariri, no sul do estado do Ceará. Em posição privilegiada, tem uma média de distância de 611 Km para algumas capitais do Nordeste: Fortaleza (528 Km), Teresina (593 Km), João Pessoa (631 Km), Natal (648 Km) e Recife (658 Km).

  • VIDEO-VD012 - ROMARIA AO JUAZEIRO DO NORTE CE 2012.mp4 - YouTube

    www.youtube.com/watch?v=aVXNbNsdCAs

    13/02/2012 - Vídeo enviado por Wilson Marques Oliveira
    Romaria feita ao Juazeiro do Norte, Ceará. Célebre passeio em memória ao Padre Cícero.
  • Percorrendo Juazeiro do Norte em 2013! - YouTube

    www.youtube.com/watch?v=Rsyop_096bE

    20/01/2013 - Vídeo enviado por Paulo Leonardo Celestino
    Passeio na Av. Pe. Cícero em Juazeiro do Norte entre o Atacadão e o Hiper Bompreço, no caminho ...
  • Curta o Brasil - Juazeiro do Norte (CE) - TV Senado - YouTube

    www.youtube.com/watch?v=yChM3l-0KYQ
    03/12/2013 - Vídeo enviado por TV Senado
    Juazeiro do Norte, no Vale do Cariri, sul do Ceará, é um dos centros de religiosidade do Brasil. A cidade ...