sábado, 23 de julho de 2016

JOSÉ MIGUEL DA SILVA, QUINTA FEIRA, 23 DE JULHO DE 1914

                                                                           



Foto de Cláudio Camilo.
                                                      
                                                         JOSÉ MIGUEL DA SILVA
                                                            FELIZ ANIVERSÁRIO
                                              23/07/ DE TODOS OS ANOS APÓS 1914.

                                                     Capitulo  I

Era cinco e trinta  da manhã de uma quinta feira , 23 de julho de 1914 nos sertões das alagoas,  padim Migué preparava o café para iniciar a labuta da roça, quando  dona Joaquina gritou agudamente, Migué vem me acudir  que o menino vai nascer, só  deu tempo para chamar a parteira,  quando dona Senhorinha e a sua ajudante  adentraram na velha casa,  o menino já havia deixado o útero materno e chorava copiosamente entre as pernas da parturiente  ,  embalado nos lençóis  encharcados da velha cama  sobre o  duro  colchão de palha de carnaúba, neste mesmo dia às seis horas da tarde do dia 23 de Julho de 1914, quase um mês após o assassinato do arquiduque austríaco Franz Ferdinand e sua esposa por um jovem nacionalista sérvio em Sarajevo, Bósnia, o Barão von Giesl Gieslingen, embaixador do Império Austro-Húngaro na Sérvia, entregou um ultimato para o ministério das Relações Exteriores sérvio. O documento também ficou conhecido como “Ultimato de Julho”,  teve inicio a primeira grande guerra mundial. Nascia neste dia um menino arisco, brancão, comprido, chorão, exigente e grande apreciador de leite materno,   recebeu o nome de José Miguel da Silva.

                                          CapituloII

Aos sete anos de idade, às sete horas da manhã, o seu pai,  padim Migué mandou o mesmo entregar uma garrafa de leite bovino à sua tia,  que morava  no mesmo arrebol  numa distancia de mil metros, o menino José Miguel   pegou o caminho enveredado e sumiu capoeira adentro, no percurso foi distraído por um grande calango verde, como é natural a todas  as crianças, o menino encostou o leite no  pé da cerca e com uma vara de pau pimenta partiu em busca do tentador réptil, quando acordou no meio da caçada , viu que estava muito distante ,  o escaldante sol  já se encontrava  a meia altura, voltou , pegou a  garrafa de leite quase em fervura e foi até a casa de sua meiga tia, ao botar no fogo o leite talhou. No mesmo dia o padim Migué foi comunicado, chamou o menino e deu uma lição de moral , cheia de moral, o menino olhou para o pai e disse  “ esta foi a primeira e última vez que pai fala assim comigo, pois um homem de vergonha não deve ser reclamado por homem nenhum, um homem de vergonha, tem que ter vergonha na cara”.

                                          Capitulo III

Casa repleta de parentes, aderentes, vizinhos e funcionários, no centro uma urna de madeira e dentro a sua querida mãe, era setembro de 1923, o menino estava com nove anos de idade, na  grande sala e na cabeceira do velho caixão,   se encontrava a admirar a jovem senhora sem vida , uma criança de nove anos de idade, a menina Antonia, prima legítima do menino José Miguel que acabara de perder a sua mãe, este olha pra menina e pergunta já afirmando “ Tonha, tu pode chorar por mim? Pois mãe morreu e homem não pode chorar” a menina caiu no choro, a partir deste dia despertou um belo namoro  , que  ao completarem 21 anos de idade , numa tarde de um domingo chuvoso, que prometia fartura, prosperidade e muita alegria para o homem do campo ,  dia 08 de setembro  em 1935 sacramentaram a união, dando origem a doze rebentos, hoje 09 vivos , mais de 40 netos, muitos bisnetos e alguns tataranetos.


23 de julho de 1914 e 23 de julho de 2016 são datas co-irmãs,  no primeiro nasceu o meu pai JOSÉ MIGUEL DA SILVA   e no último o mesmo completaria 102 de idade. Para nós continua vivo , bem vivo nos corações de todos os filhos, netos, bisnetos, tataranetos,  genros , noras, irmãos, parentes, amigos, afilhados e todos que tiveram a felicidade de conviver ao seu lado.


JOSÉ MIGUEL DA SILVA, UM HOMEM DE VALOR, UM HOMEM DE FIBRA, UM HOMEM QUE FEZ OS SEUS ACREDITAREM NO TRABALHO, NA ÉTICA, NA COMPAIXÃO, NA AMIZADE E NO RESEPITO. UM HOMEM QUE PREGOU A CIDADANIA, A PAZ, A REFORMA AGRÁRIA E A VONTADE DE VENCER SEM MALTRATAR O PRÓXIMO.

PAPAI UM HOMEM EXEMPLAR.


Iderval Reginaldo Tenório


Farinhada - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=Lk_m9gu6xTg
18 de mar de 2012 - Vídeo enviado por apfrezende G
Música Farinhada com Luiz Gonzaga. ... Carla Fernanda1 year ago. Farinhada é de Zé Dantas e Luiz ...

Luiz Gonzaga e Elba Ramalho - FARINHADA - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=hQQqFbBcPC8
29 de out de 2014 - Vídeo enviado por luciano hortencio
Luiz Gonzaga e Elba Ramalho - FARINHADA - Zé Dantas.

LUIZ GONZAGA E ELBA RAMALHO - FARINHADA - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=vx1hicJ54rY
10 de nov de 2012 - Vídeo enviado por asmfpb
LUIZ GONZAGA E ELBA RAMALHO - FARINHADA. asmfpb. SubscribeSubscribedUnsubscribe 6 ...

FARINHADA - LUIZ GONZAGA - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=7fWCqeYp8NM
26 de jun de 2011 - Vídeo enviado por LILIANSOUSA11
Escola Estadual Presidente Dutra, Goiânia,.apresentação das alunas do 5ºA e B do turno matutino .

Um comentário:

Vicente Tenório disse...

Fantástico, só homens de fibra são lembrados na posteridade e José Miguel da Silva mostrou ao mundo para que veio, ajudando a todos, parabéns Dr Iderval.