sábado, 9 de maio de 2015

PORTARIA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PRETENDE ELIMINAR O PEDIATRA DA SALA DE PARTO





VAMOS COMPARTILHAR ESTA MATÉRIA EM BENEFICIO DO BRASIL 


Estão tentando retirar os pediatras das salas de parto.

 É a política do ministério da saúde que é saúde pobre para pobre. 
Quem puder entre e se expresse 

Vale lembrar que A necessidade de reanimação neonatal pode ocorrer mesmo tratando-se de parturientes de baixo risco,  a demora em iniciar a reanimação ou a utilização de manobras inadequadas pode aumentar a morbimortalidade neonatal e as sequelas neurológicas (Portaria SAS/MS 371/2014). 

O risco de morte ou morbidade aumenta em 16% a cada 30 segundos de demora para iniciar a ventilação com pressão positiva até o 6º minuto após o nascimento, independentemente do peso ao nascer, da idade gestacional ou de complicações na gravidez ou no parto (Resuscitation 2012;87:869-73)




CLICK EM  CONSULTA PUBLICA À ESQUERDA DO SITE.

.---CONSULTA PUBLICA DA CONATEC

CAPÍTULO 5 – CUIDADO DO RECÉM-NASCIDO (PECULIARIDADES DA OPERAÇÃO CESARIANA)

ENTENDA A POSIÇÃO DO MINISTÉRIO

COMPARTILHAR É MAIS DO QUE OBRIGAÇÃO, É O EXERCÍCIO DA CIDADANIA.


19 comentários:

Luis Antonio Ferreira do Nascimento disse...

Será que o enfermeiro também dará os atestados de óbito para os recém-nascidos que morrerem por falta de pediatra? Com certeza a responsabilidade das mortes vai recair sobre os obstetras ou os anestesistas.

IDERVAL REGINALDO TENÓRIO Tenorio disse...

A coisa está ficando incontrolável, a medicina está por demais sendo vilipendiada e todos saem perdendo.

Anônimo disse...

Não, vc sabe muito bem que o enfermeiro não pode dar atestado de óbito. Então pra que falar besteira. Agora, fazer as manobras de RCP o enfermeiro pode e vai acabar assumindo sozinho essa competência. Porque o anestesista sai da sala e o obstetra estará ocupado com a parturiente.

IDERVAL REGINALDO TENÓRIO Tenorio disse...

Amigos, o objetivo da matéria é para uma solução, o governo quer criar arestas entre os profissionais de saúde, na sala tem que existir um Pediatra e o enfermeiro, ambos devem trabalhar em conjunto, um não é inimigo do outro, isto o governo conseguiu, saem todos perdendo, principalmente nós, que também somos os pacientes.

Anônimo disse...

Mais respeito com o anestesista seu imbecil,

darioclamp @terra.com.br disse...

Quem puder vai pagar a presença do pediatra na sala de parto e os outros terão a medicina pobre para pobres como já foi comentado. É o retrocesso na saúde que o governo petista promove. Temos que fazer panelaços e outras tantas manifestações para impedir este disparate!

Anônimo disse...

Como obstetra, não posso deixar de dizer que realmente é um retrocesso. Com certeza, o governo petista está acabando com a medicina. E o CFM?

Anônimo disse...

O pediatra e principalmente neonatologista estão em extinção. Isso ja eh uma preocupação e tirá-lo da Sala de parto vai ser mais uma perda para nossas crianças. Será q no Brasil he só perda?

Anônimo disse...

O CFM é a incompetência em forma de conselho profissional. Estão vendo o governo acabar com a medicina e sequer fazem algo ou esboçam reação. Ainda criticam os CRMs quando regionalmente fazem algo. Não sou médica. Advogo para médicos. Vejo todos contra eles: Governo, MP, Judiciário. À troco de que? Até agora não sei. Fala-se tanto em erro médico. Mas não se fala em falta de condições para praticar a medicina. Não se fala do médico sendo agredido no plantão. Não se noticia quando pais e mães ignoram as prescrições médicas.

Anônimo disse...

Imbecil não Dr. Essa infelizmente é nossa realidade. Há anestesista que injeta a droga na mulher e sai da sala cirúrgica. Enquanto, ele deveria está lá até essa mulher recobrar seus movimentos e consciência. O obstetra só quer chegar perto da mulher se quando o bebê está coroando, partejar e assistir é da admissão dessa mulher na sala de parto até a saída dela. E quanto ao neo, muitas vezes no seu repouso, só aparece quando num precisa mais. O enfermeiro tem capacidade cientifica e técnica pra fazer uma reanimação e prestar todos os cuidados necessários sim. Enfermeiro neonatologista é muito preparado e disposto, trabalha com amor, humanização. Não estou aqui pra criar atrito meus colegas. Apenas façam uma reflexão de suas atitudes. Será que não é essa ausência do profissional que se acha tão necessário? E faz o MS perceber que não é tão necessário assim? E quem está acabando com a medicina são vcs mesmos. Pois não conseguem perceber a evoluçao da humanidade com suas necessidades e continuam achando que medicina é status! Vamos evoluir meu povo!

IDERVAL REGINALDO TENÓRIO Tenorio disse...

Bela reflexão,a materia foi exatamente para estes equilbrados comentáRIOS. à luta.

Anônimo disse...

Excelente ver pessoas que não leram o projeto e não sabem do que ele trata e continuam a favor de perpetuar as violências e intervenções desnecessárias cometidas com os nossos recém-nascidos.

Anônimo disse...

E depois de uma.reanimação inadequada quem vai cuidar da criança ?Quem reanimou???E o custo não vai ser maior.E a mae vai ter mísero salário do governo que não cobrirá os cuidados que a criança vai precisar.

IDERVAL REGINALDO TENÓRIO Tenorio disse...

Amigos, o objetivo das autoridades eles já conseguiram, que foi desagregar os profissionais da saúde, médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e os demais, com este segmento fraco ficou mais fraco abater todas elas, uma por uma, todas irão à nocaute. Precisamos urgentemente nos unir para o bem do BRASIL..

Dea Peres disse...

Somente a uniāo faz a força contra medidas absurdas no desgoverno!

Belvedere Bruno disse...

Com certeza,Iderval.

Belvedere Bruno disse...

A pediatria vem sofrendo uma redução de profissionais que me preocupa muito.

IDERVAL REGINALDO TENÓRIO Tenorio disse...

A pediatria vem sofrendo uma redução de profissionais que me preocupa muito. em PORTARIA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PRETENDE ELIMINAR O PEDIATRA DA SALA DE PARTO
em resposta a Não, vc sabe muito bem que o enfermeiro não pode dar atestado de óbito. Então pra que falar besteira. Agora, fazer as manobras de RCP o enfermeiro pode e vai acabar assumindo sozinho essa competência. Porque o anestesista sai da sala e o obstetra estará ocupado com a parturiente., por Anônimo.
Belvedere Bruno
às 06:18

Com certeza,Iderval. em PORTARIA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PRETENDE ELIMINAR O PEDIATRA DA SALA DE PARTO
em resposta a Amigos, o objetivo da matéria é para uma solução, o governo quer criar arestas entre os profissionais de saúde, na sala tem que existir um Pediatra e o enfermeiro, ambos devem trabalhar em conjunto, um não é inimigo do outro, isto o governo conseguiu, saem todos perdendo, principalmente nós, que também somos os pacientes., por IDERVAL REGINALDO TENÓRIO Tenorio.

Anônimo disse...

SEM PALAVRAS