segunda-feira, 21 de novembro de 2016

A BIBLIA E A SUA EVOLUÇÃO

Resultado de imagem para O PAPA

A BIBLIA TUAL

O VELHO TESTAMENTO
Resultado de imagem para O MUNDO DE DEUS

Com o intuito de frear a saga humana pela desobediência, com a finalidade de por ordem hierárquica, de impor medo e incutir que existe o céu para os bons e o inferno para os maus,  a casta dominante criou num período de 15 séculos um regimento para conduzir a vida dos súditos e o chamou de  O Livro Sagrado, relata que foi escrito sob a inspiração de Deus.

Este complexo manual e livro de códigos foi idealizado em dois grandes volumes , o primeiro chamado de Velho Testamento que reza do inicio do mundo (GENESE) até o nascimento de Cristo (AC) e o segundo livro,  chamado de O Novo Testamento,   reza as leis e os fatos que vieram depois do nascimento de Jesus (DC).

O Velho Testamento tem como mentor principal e único, o Criador SENHOR DEUS, nesta fase o Senhor Deus impõe as suas regras, os seus ensinamentos e as suas exigências, era muito duro com o seu povo, qualquer deslize levava o homem à morte, nesta fase não havia perdão , qualquer ato de desobediência ao superior  o homem receberia a pena de morte ,era eliminado pelos seus pares ou pelo próprio Deus, o seu Senhor, isso aconteceu com os filhos de Judá e muitos outros.

No Velho Testamento não existia recuperação, não seguira os seus ensinamentos, fugira dos seus ditames , amara outros deuses, saíra de sua crença, desobedecera  aos pais o castigo era a morte, não existiam outros métodos de punição, naquela época o homem era descartável, do pó para o pó, basta atentar para as Sete Pragas do Egito.

Nesta fase era normal o concubinato, vide Jacob e  o seu  harém ,  corroborado por Salomão e as suas mil mulheres no século X AC, era natural  o filho bastardo, a escravidão, a poligamia, vide Esaú, eram comuns  grandes invasões com o extermínio de povos que adorassem outros deuses ou deixassem de  adorar o seu Senhor, ordenando o massacre publico coletivo eliminando todos os componentes das comunidades vencidas, velhos, velhas, mulheres, crianças, escravos eram exterminados e até mesmo os animais domésticos e comestíveis eram executados para não ficarem sementes do mau, vide o massacre a Jericó sob o comando de Josué, o sucessor de Moisés,  tudo documentado nos tomos  Êxodo, Deuteronômio, Moisés, Número e outros.

Muitas Religiões atuais pararam no Velho Testamento e hoje seguem estes ensinamentos ao pé da letra, interpretam literalmente a morte de um ser   como   o apagamento da vida, é o caso de parte do ISLAMISMO com o ALCORÃO, os chamados fanáticos radicais , eles não aceitam a flexibilidade do mundo ocidental,  hoje dominante economicamente . Para eles  não existem os Santos, é pecado mortal a homossexualidade, a mulher não tem o menor valor social, só serve para a procriação, sexo antes do casamento , fora dele e até mesmo a mulher estuprada é apedrejada,  o homem é poligâmico, não se come suíno, não se trabalha no sábado e todos os que forem contra a lei de Deus serão condenados à morte, o seu maior representante, além de Moisés, Elias e Josué, é o Profeta Maomé que mesmo sob a tutela do Novo Testamento no século VI DC peitou  as leis de Jesus,   ressuscitou o Velho Testamento e  foi o maior profeta Islâmico  da era Cristã,  pregando literalmente as palavras de Deus e as suas duras leis, letra por letra, sangue por sangue. O profeta Maomé é intocável, não é pauta para o desrespeito, o mundo ocidental  lhe deve deferência, o Velho Testamento não perdoa.
Iderval Reginaldo  Tenório
II
O NOVO TESTAMENTO

Resultado de imagem para O MUNDO DE JESUS
                                                         
Com o nascimento de Jesus Cristo surgiu o Cristianismo , hoje com  2,2 bilhões de adeptos em todo o  mundo , com ele o Novo Testamento  seguido pelos Católicos, Protestantes e Ortodoxos  . A Igreja Católica Romana só  aceitou o Cristianismo e Jesus  como seu maior mentor  no século IV DC com o Rei Constantino, nesta época os seguidores de Cristo eram clandestinos e perseguidos pelo império , para o Imperador de Roma era ele a figura maior, era em si a própria  religião e se considerava  um verdadeiro deus, não poderia existir outra figura mais importante, todos os súditos lhe deveriam deferência de santidade,  a história da vinda do Messias era uma ameaça e  incomodava o imperador, uma vez que o Rei deveria ser o único amado e adorado pelo povo.
O Novo Testamento veio para reformular muitos pontos do Velho Testamento, o filho de Deus, o Messias Jesus Cristo, veio com o intuito de pregar  a paz, o perdão, a não  condenação a morte para pagamento dos   pecados,  a caridade, a solidariedade, a benevolência, a paciência e a simplicidade, mesmo assim muitos pontos ficaram sem solução como  a não aceitação da homossexualidade,  do filho bastardo, do divórcio, dos métodos de anticoncepção, o sexo recreativo, a perpetuação da escravidão e  a prostituição, neste livro é pregado a monogamia e a criação da família tradicional, porém, a idéia do pecado, do arrependimento, da caridade, da pobreza e do sofrimento para a salvação ganhou força nesta nova fase, vão para o céu os feios, os pobres, os sofredores ,  os mártires e os abnegados, em fim , os abandonados ,  os  desprovidos e os subservientes.
No auge do Novo Testamento,  nos idos do  século XV depois de Cristo, os ícones da Igreja Cristã, os  Papas e os Cardiais pregavam o medo, a arrogância e o domínio dos povos sob a chibata . Para os pobres com a fome e com  o sofrimento lhes prometem o céu, para os ricos,  os  capitalistas, os latifundiários e para os dirigentes políticos criaram as indulgências, manobras espúrias para retirarem partes dos seus patrimônios em nome da salvação , para estes,  além do céu para os bons e o inferno para os maus ressuscitaram o purgatório , que foi arquitetado  200 anos AC ainda sob a égide do velho testamento, ficando hibernado por muitos séculos, o purgatório era o lugar para onde iriam todos os cristãos que tivessem cometido pecados na terra e de lá só sairiam e iriam para o céu depois de quitarem estes pecados com vultosas quantias em dinheiro, em pagamento de milhares de missas e em bens móveis ou imóveis, sendo a Igreja a receptora mor de todas estas riquezas , está nesta propriedade o imenso patrimônio desta religião incorporado depois do século XVI.
No século XVI um Monge Cristão Agostiniano ,  Martinho Lutero,  um alemão,  não aceitou a aplicação das indulgências, este discordou, fez críticas, perseguiu e escreveu contra  alguns comissionados vendedores de indulgencias, não concordou com esta conduta da Igreja, rompeu com os seus superiores, considerado um herege, foi excomungado e expulso  pelo Papa Leão X. De posse do prestígio e da evidencia política eclesiástica conquistada com o seu movimento  fundou o Luterismo, a Igreja Protestante, a sua exigência era que seguisse no seu total as palavras de Cristo,  esta passou a seguir ao pé da letra o Novo Testamento até o dia em que,  o Protestantismo  foi bombardeado  por muitas Igrejas Cristãs que seguem o que for mais conveniente aos seus dirigentes, ora o velho testamento e ora o novo,  apenas com o intuito de levarem vantagens pecuniárias, instituindo a volta disfarçada das indulgências para todos, principalmente para os pobres e para os desesperadaos,  com o discutível dizimo e outras descabidas doações .
Iderval Reginaldo Tenório.




III
Resultado de imagem para O MUNDO ATUAL E IGREJA
O NOVÍSSIMO TESTAMENTO

O mundo mudou, a sociedade evoluiu, a ciência suplantou muitos dogmas do Velho Testamento, inclusive na área médica e a nova Igreja teve que se adaptar a este mundo moderno. No inicio deste milênio  a Igreja Católica imbuída da responsabilidade civil e eclesiástica teve que tomar novas medidas e iniciou a escritura do terceiro tomo do livro sagrado, o Novíssimo Testamento, para isto,   uma das principais medidas foi afastar o Papa Bento XVI, o alemão Joseph Aloisius Ratzinger que tinha que executar franciscanamente  os novos planos da Igreja, este não aceitou e se recusou a dá o ponta pé inicial ,  diplomaticamente foi substituído por um que  seguisse e obdecesse as ordens dos notáveis cardiais que comandam a Igreja Católica, os seus Conselheiros  Máximos,  aqueles cardiais que ditam as regras e  que o novo Papa , o seguidor irrestrito de São Francisco,   terá que obedecer, foi escolhido o argentino Jorge Mario Bergoglio , o Papa Francisco,  por preencher todos os pré requisitos e jurar obediência aos seus criadores, a sua função é executar e aplicar os novos ditames da Igreja Rejuvenescida . A  Instituição foi enquadrada nas leis civis   das nações desenvolvidas, a política , a economia e os direitos humanos   tomaram o seu comando  .

Sendo sabedora da importância deste Novíssimo Testamento para a atual sociedade civilizada  com as suas lutas e conquistas, a Igreja Católica toma a dianteira das demais e parte para a sua modernização, abre as suas portas para uma avalanche  de processos de beatificação e de canonização engavetadas ha séculos, afrouxa quanto aos relacionamentos afetivos entre homem/mulher, homem/homem e mulher/mulher, aceitando a homossexualidade e a separação como propriedades normais e naturais, no tocante ao matrimônio, ao divórcio, à procriação, à adoção , à prostituição e ao filho bastardo seguirá ao lado da sociedade civil organizada e estudada. Seguirá o seu caminho cônscia de que a perseguição a outras religiões é um atraso , é pregar a discórdia e ir de encontro, isto é, bater de frente à  natureza laica de um  Estado Democrático.

A esta fase da Igreja dá-se o nome de Novíssimo Testamento, o qual neutraliza e anula muitos ditames do Velho e do Novo Testamento até então abomináveis e rejeitados pelos cristãos modernos contemporâneos, com esta nova carta o mundo procurará ser mais humano, mais democrático,  onde todos terão os mesmos direitos e deveres, as minorias serão respeitadas, todos serão iguais perante o Estado e a Igreja Católica.

O Mundo cotidianamente  muda , não se aceita mais as leis do Velho Testamento dente por dente, olho por olho, fígado por fígado e cabeça por cabeça, nem  o céu, o inferno , o purgatório e  as indulgências do Novo Testamento. A Igreja  está sendo obrigado a escrever o Novíssimo Testamento, no momento em fase inicial, nos primeiros capítulos, muitos fatos surgirão.

Os tradicionalistas angelicalmente dirão: É O FIM DO MUNDO E DOS TEMPOS, uma vez que irão  presenciar casamentos gays, dissolução oficial do casamento religioso, o uso do preservativo, o aborto legal e  o aborto  terapeutico, o perdão às prostitutas, o sacerdócio ao sexo feminino e a queda do celibato como nas outras igrejas cristãs , quem viver verá,

A Igreja católica não pode peitar as leis civís, os ditames políticos, as conquistas da humanidade e nem os princípios democráticos , todos os seres humanos  que habitam a terra,  todos os animais que convivem afetivamente com os homens merecem respeito, como também os animais , os vegetais e os minerais que foram criados como alimentos e o sustentácilo da vida merecem mais cuidado nos seus manejos, é a Terra em ebulição pedindo socorro  .

O Novíssimo Testamento será um divisor dos tempos,  daqui para frente a sua utilização como o norte da humanidade fará a diferença , muitas vidas que hoje  fazem partes das minorias serão salvas aqui na terra, passarão a ter uma convivencia mais salutar, passarão a fazer parte da vida como seres humanos do  mesmo quilate da maioria, assim passarão a usufruir dos mesmos direitos constituicionais de sua nação em todo o globo terrestre.  

Iderval Reginaldo Tenório

Nenhum comentário: