domingo, 28 de setembro de 2014

A SAGA DO NEGRO NO BRASIL E NA BAHIA.

 
 


Amigos como é bom falar e enxergar em cada brasileiro a mistura de três raças,  propriedade  importante que originou a mais variada e pluralizada população do universo- é branco, é índio é negro, nada disso :
É Brasileiro.
 
No dia 20 de novembro  dia da consciência negra no Brasil , não poderia deixar em albis esta importante data.
 
 Fala-se na abolição, na liberdade e outras coisas, porém não falam que os negros  em nome da alforria coletiva,  na verdade foram foi abandonados à própria sorte pelos senhores de engenhos e pelas autoridades da época..
 
Por ser uma raça de fibra, de luta e  de briga, os negros  partiram para a sobrevivência, foram  interiorizando a nação , conquistaram   espaços e ocupando os mais longínquos  rincões foram semeando os seus fortes e energéticos genes.
 
Mesmo contra a vontade de tudo e de todos , se infiltraram no mundo  da educação, fizeram por merecer muitos títulos jamais imaginados pelos dominantes da época, basta atentar para a pífia participação na Universidade  Brasileira de todos os tempos . 

Como referência, cito a Universidade da Bahia, até 08 anos atrás apenas 2 % era constituída de negros, principalmente nos cursos tidos como elitizados : engenharia, direito e medicina,  num estado onde a população é de 70 a 80% de negros. Mesmo assim saíram dos bagos dos negros o grande  sociólogo Professor Milton Santos, o médico psiquiatra Dr Juliano Moreira, o médico e educador visionário Dr Carneiro Ribeiro, o Senador Ruy Barbosa, um dos maiores juristas do Brasil  o  Professor Dr  Edvaldo Brito e outros ícones em diversas áreas. 


Hoje graças ao sistema de cotas que é muito criticado, que acredito que seja um sistema  muito justo, os programas de inclusão social  aceleram  a entrada de mais afro descendentes no curso superior, hoje atinge um percentual de 10 a 20%.
 
Na cultura atente para o pelourinho, berço  e coração da civilização brasileira,  logradouro que  nunca deixou de pulsar , que das suas entranhas, das suas cicatrizes  arraigadas pelas chibatas nas costas dos irmãos africanos, surgiram diversos focos para a conquista da cidadania. 

Estribados no grande Mário Gusmão, Zumbi dos Palmares, Nelson Mandela,  Steve Biko, Desmond Tutu, na mais viva lenda do Pelourinho da atualidade o imortal Clarindo Silva e noutros ícones, os negros partiram no sangue e na raça para a conquista da cidadania em todo o Universo..
 
Diversos foram os grupos que nasceram e ganharam o mundo. O Olodum um dos mais importantes trazendo e plantado meios para a verdadeira liberdade  que é o binômio Educação e  Cultura em todos os seus ângulos. 

Não falarei mais, pois este comentário foi apenas para mostrar um pouco da pujança dos negros, a força da Bahia  e da África.
 Fiz questão de demonstrar na cultura os grandes movimentos , dentre eles o  OLODUM  nascido no coração do Brasil, no Pelourinho  em Salvador, que para este mortal, o Olodum não é  apenas uma banda.
 
O Olodum é uma Ideia, é um Grito de Liberdade , é um dos ecos em busca da autonomia, da independência e  da cidadania.  
Viva o negro e viva o Olodum.
 
VIVA A BAHIA E OS SEUS ENCANTOS
 

Dona Ivone Lara - Sorriso Negro - YouTube

www.youtube.com/watch?v=xVtowndTTiE
07/01/2011 - Vídeo enviado por BrazilGoodMuzik
Sorriso Negro de 1981. ... 1 year ago. da aqui mil anos o povo ainda vai cantar sorriso negro grande d ...
 
 

Nenhum comentário: